O que é “franquia” em seguros?

Você já deve ter ouvido falar em “franquia” relacionada ao mercado de seguros, certo? Mas talvez não saiba exatamente como funciona e essa é uma dúvida comum, por isso vamos explicar!

Você sabe que na Pier oferecemos uma série de diferenciais no seguro para smartphone. Entre eles, o fato de que não cobramos franquia. Isso significa que quando você é roubado ou furtado e precisa nos acionar para pedir o reembolso, você não paga nada além da mensalidade combinada, entendeu?

Porém, se cobrássemos franquia, como boa parte do mercado faz, você teria que arcar com parte do valor do novo aparelho, havendo algo parecido com uma “coparticipação”. Ou seja, além da mensalidade, ainda haveria um “extra” a ser desembolsado na hora em que você precisasse acionar o seguro!

Por que o mercado costuma cobrar? – Normalmente o mercado cobra franquia (e não apenas no seguro para celular, mas para vários outros tipos de seguros) porque quer evitar que as pessoas acionem o seguro a qualquer hora.

Para nós, a cobrança de franquia também reflete claramente a desconfiança existente por parte do mercado. Na Pier, nós decidimos fazer diferente e apostar em confiança. Este sentimento está presente desde o momento em que alguém se torna membro e durante toda a sua jornada na Pier.

E como funciona? – Geralmente também existe um valor estabelecido para a franquia na apólice. No caso de um automóvel, por exemplo, se o custo do dano for menor que o da franquia, o segurado acaba arcando com tudo, pois teria que pagar um valor maior (o da franquia) para receber o conserto.

Existem alguns tipos diferenciados de franquias, e o ideal é comparar os valores cobrados e também as regras estabelecidas.

No caso da Pier, ressaltamos que você pode ficar tranquilo, pois caso seja necessário, não pagará nada além do que já foi combinado no mês. E, é claro, vai receber todo o valor combinado também, sem qualquer tipo de desconto!

Deixe uma resposta